A tragédia que assombra o Brasil e o mundo há uma semana gera sensibilização e campanha de incentivo nas redes sociais digitais

Na última terça-feira (29), um acidente chocou o Brasil e comoveu o mundo. O avião que transportava 77 passageiros, entre jogadores e equipe técnica do Chapecoense, jornalistas e comissários, caiu na Colômbia, onde o time de futebol disputaria o primeiro jogo da decisão da Copa Sul-Americana.

O triste imprevisto não só sensibilizou o país de naturalidade dos atletas e profissionais que estavam a bordo, como todos os que acompanharam as notícias – e a falta de informação no momento. Dificuldade no resgate e na interpretação deixaram a população ansiosa e insegura sobre vítimas, feridos e causas.

As dúvidas e sentimentos comuns sobre o ocorrido unificaram pessoas de todo o mundo em publicações com orações, desabafos de decepção, questionamentos e diversos pronunciamentos sobre o acidente e o Chapecoense na internet.

“Através das redes sociais, os usuários compartilham expressões de desânimo e inconformidade, mas, o mais importante, mensagens de apoio às famílias e torcedores do Chapecoense. Essa rede de informações ultrapassa barreiras de tempo e espaço, por isso repercute no mundo e é tão poderosa em qualquer sentido” explica Flávio Mello, CEO da Blank Agência Criativa.

Sem dúvida, compartilhamentos não trarão pessoas queridas de volta, mas esta é uma forma simples de manifestação de solidariedade que o povo encontrou para abraçar aqueles que precisam de força neste momento. Por isso, #ForçaChape traz brilho para a energia verde que cobre o Brasil hoje.

Por Amanda Tambara